Carta Aberta ao Ministro do STF Luiz Fux

11334152_1694595210768659_2463942096922783671_o

CARTA ABERTA AO MINISTRO DO STF LUIZ FUX

#CorrijaEssaInjustica
#LibertemRafaelBraga

Para:

Luiz Fux (ministro do Supermo Tribunal Federal)
E-mail: gabineteluizfux@stf.jus.br
Telefone do gabinete: gabineteluizfux@stf.jus.br
Endereço do STF: Praça dos Três Poderes – Brasília – DF – CEP 70175-900

Ao Ministro do STF, Luiz Fux, fazemos saber que ainda está privado de sua liberdade o único preso durante as manifestações de junho de 2013. Sua prisão já dura dois anos e é uma prisão completamente injusta. Rafael Braga é um jovem de 27 anos (preso desde os 25), que vivia em situação de rua nos dias de semana, quando trabalhava recolhendo materiais recicláveis nas ruas para ajudar sua família com algum dinheiro. Ele morava em Olaria e dormia na rua nos dias de semana para economizar o dinheiro da passagem.

Rafael Braga foi preso dia 20 de junho de 2013, durante uma grande manifestação no centro que pedia a revogação do aumento das passagens. Rafael, no entanto, não participava do ato, nem sabia de suas reivindicações. Mesmo assim, foi detido. Com ele foram encontrados materiais de limpeza em garrafas plásticas. Na delegacia os policiais forjaram um coquetel molotov, adicionando panos às garrafas, o que também não faz sentido, pois a perícia comprovou que o material apreendido tem pouco poder inflamável e a garrafa plástica não oferece nenhuma possibilidade de explosão.

Depois de mais de 1 ano preso, Rafael passou pro regime semiaberto, que lhe permitia sair de dia para trabalhar e voltar a noite para a prisão. Porém, após ter tirado uma foto no caminho de volta para a prisão em frente a um muro com escritos contra o Estado, Rafael sofreu punição, passando quase 1 mês na solitária e perdendo definitivamente o direito ao regime semi-aberto.

Está mais do que claro que toda essa ação do Estado foi e está sendo orquestrada em todos os seus poderes. Rafael, que não era militante político, nem participava da manifestação, foi preso por ser pobre e negro. Seu julgamento foi de estranha rapidez e nenhum fato foi apurado.

Há uma injustiça muito grande na prisão de Rafael. E V.Ex.ª, como ministro do STF, tem obrigação de fazer com que se cumpra a Justiça. Exigimos então, que CORRIJA ESSA INJUSTIÇA e LIBERTEM RAFAEL BRAGA!