Nota de Repúdio à Prisão de Rafael Braga Vieira

Dois anos depois a arbitrariedade se repete. RAFAEL BRAGA VIEIRA, jovem, negro, pobre, foi abordado de maneira violenta por Policiais Militares e conduzido à delegacia. Ele estava em liberdade, mas portando uma tornozeleira, que permite que o Estado controle todos os seus passos.

Rafael havia ido à padaria a pedido da mãe, quando os policiais chegaram, o abordaram, o agrediram e mantiveram o fuzil apontado pro seu peito. Foi ameaçado de ser violentado sexualmente. Tudo isso na frente de vizinhos que tentavam ajudar e de sua mãe, que implorava para que o filho não fosse levado, pois ele nem sequer saía de casa e cumpria todos os seus horários com a justiça.

NÓS, DA CAMPANHA PELA LIBERDADE DE RAFAEL BRAGA VIEIRA, junto com amigos e amigas, Coletivos e Movimentos Sociais diversos, repudiamos essa NÍTIDA PERSEGUIÇÃO empreendida pelo Estado. POLÍTICA RACISTA DE SEGURANÇA PÚBLICA que faz do Rafael seu alvo predileto por sua cor, sua pobreza e sua pouca instrução. Não aceitaremos essa intimidação, não nos calaremos e não deixaremos o RAFAEL sozinho.

NESTA QUARTA-FEIRA, DIA 13, a partir das 11:00, estaremos em frente ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, para acompanhar de perto a audiência deste caso. Convidamos a você que tiver algum tempo, mesmo no horário de almoço, que passe para prestar solidariedade, apoio e manifestação de repúdio a mais essa violência do Estado.

CAMPANHA PELA LIBERDADE DE RAFAEL BRAGA VIEIRA

Anúncios